.

Empresa: Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de Minas Gerais

Endereço: Rua Piauí, 2019 - Funcionários, Belo Horizonte-MG

Telefone: +55 31 3287-2212

Site: www.italiabrasil.com.br





Olavo Machado, presidente do Sistema Fiemg, concede entrevista exclusiva para a Câmara Italiana


Ele conta um pouco de sua trajetória

Como foi sua trajetória profissional até chegar à Presidência da Fiemg?

É uma longa história, que passa pela Escola de Engenharia da UFMG, pelas pioneiras de meu pai na área da eletroeletrônica e pelas empresas que fundei no setor elétrico. Passa, principalmente, por uma avassaladora vocação para o associativismo empresarial que me levou a assumir posições em entidades representativas da indústria: Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (Sinaees), Associação Brasileira da Indústria Eletroeletrônica (Abinee/MG e Abinee/SP), Centro das Indústrias das Cidades Industriais de Minas Gerais (CICI/MG), Sociedade Mineira de Engenheiros (SME) e Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais (CIEMG). Hoje estou na Federação das Indústrias de Minas Gerais e na Confederação Nacional da Indústria (CNI), onde sou diretor e presidente do Conselho de Infraestrutura.

Como está a política industrial brasileira e quais seus reflexos na indústria mineira?

Um dos grandes problemas da indústria brasileira e mineira é a baixa competitividade. A quantidade de tributos – impostos, taxas, encargos e contribuições de toda ordem – pressiona as empresas, onera os nossos produtos e reduz a competitividade da economia, impedindo que a indústria avance. Em condições de isonomia, teríamos condições de competir, mas não conseguimos fazê-lo em condições desiguais. Não se pode continuar trazendo produtos do exterior, como ocorre hoje, com taxações e encargos diferentes daqueles a que a indústria brasileira está submetida. É preciso equalizar. Temos muito a fazer e o governo tem uma responsabilidade muito grande para dirimir o emaranhado burocrático que cria um ambiente hostil para os empresários e emperra os investimentos. Por tudo isso, a reforma tributária é um dos grandes desafios para simplificar o sistema tributário nacional e equilibrar a elevada carga de impostos que incide sobre as empresas. Este, sem dúvida, é um dos principais entraves para um crescimento maior da atividade industrial. 

Qual seria o papel da Itália no processo de internacionalização da indústria mineira?

Entendo que a experiência italiana de associativismo entre empresas de um mesmo setor, formando clusters ou, como denominamos no Brasil, Arranjos Produtivos Locais (APLs), que se apoiam no modelo em que grupos de empresas atuam de forma cooperativa, constituem exemplo de sucesso. Empresas italianas com até 50 funcionários fornecem produtos e serviços tanto no mercado local, como também na União Européia e em outros continentes. Outra importante contribuição da indústria italiana refere-se à produção de bens, especialmente máquinas e equipamentos, com foco em nichos de mercado e ao mesmo tempo com excelente desempenho e produtividade.  

Em quais setores a Itália poderia contribuir fortemente para o desenvolvimento industrial mineiro?

A indústria italiana tem grande expertise especialmente na área de máquinas e ferramentas em geral voltadas para produtos de consumo, revestimentos. A Itália também se destaca na indústria de autopeças, na moda e no mobiliário.  

O que você gosta de fazer em momentos de lazer?

Trabalhar com recuperação e manutenção de carros antigos é o meu hobby favorito. Me dá muito prazer e alegria, por exemplo, mexer no Fiat 147, que acabo de adquirir. Gosto de estar com a família e, se pudesse, gostaria ir mais a Itália para passar bons momentos de lazer.

Todos os nossos eventos





Outras Notícias



La Camera di Commercio Italiana di Minas Gerais è un'associazione senza scopo di lucro che dal 1995 svolge la missione di promuovere e rafforzare i legami istituzionali e commerciali tra Italia e Brasile. Nel 1998 è stata riconosciuta dal Governo Italiano e da allora fa parte dell'Associazione delle Camere di Commercio Italiane all'Estero, ASSOCAMERESTERO, che a sua volta fa parte UNIONCAMERE (Unione delle Camere di Commercio in Italia).


Per realizzare la sua missione, la Camera distribuisce le proprie attività su due fronti: la prima a servizio delle imprese e la seconda a livello istituzionale.


Nell’ambito dell´assistenza alle imprese, la Camera agisce come un ponte strategico tra le imprese italiane che già hanno oppure cercano rapporti commerciali in Brasile, e per imprese brasiliane interessate al mercato Italiano, offrendo a queste servizi personalizzati per soddisfare le loro esigenze.


Tra i principali servizi resi, si evidenziano seguenti:
- Ricerca partner commerciale e/o produttivo (joint-venture);
- Elaborazione mailing list di importatori/esportatori, grossisti, distributori o rappresentanti etc;
- Ricerca economica preliminare (analisi della concorrenza, prezzi di mercato, canali di sbocco etc);
- Informazioni sulle tariffe doganali per l´importazione in Brasile e le eventuali barriere;
- Ausilio per finanziamento presso le banche locali;
- Ausilio per identificazione di incentivi finanziari e fiscali per la creazione e costituzione di società in Brasile;
- Elaborazione analisi di fattibilità economica per l’importazinoe in Brasile di impianti italiani;
- Elaborazione ed aggiornamento costante di una Guida su Come Investire in Brasile Step by Step;
- Marketing istituzionale e di opportunità d´affari;
- Assistenza nelle relazioni istituzionali e/o commerciali quale ponte tra il mercato e le istituzioni brasiliane e le imprese/istituzioni italiane interessate al mercato brasiliano;
- Gestione di missioni commerciali;
- Organizzazione di agende d´incontri;
- Realizzazione di seminari tematici;
- Partecipazione a progetti istituzionali ed altri.


Verificate il catalogo dei servizi camerali


A livello istituzionale, la Camera agisce come facilitatore delle relazioni bilaterali tra Italia e Brasile, incoraggiando lo scambio di esperienze tra le istituzioni in diversi settori economici. A tal fine, stabilisce importanti partnership con le istituzioni governative brasiliane e italiane, formando una solida rete di collaborazione. Nel suo network figurano il Governo di Minas Gerais, l'Ambasciata d'Italia in Brasile, il Consolato d'Italia a Belo Horizonte, le Segreterie di Stato per lo Sviluppo Economico, Scienza e Tecnologia ed Agricultura, l’Istituto per lo Sviluppo Integrato di Minas Gerais (INDI), il Centro Tecnologico di Minas Gerais (CETEC), la Banca Regionale (BDMG), tra molti altri.



Per saperne di più sui servizi resi dalla Camera di Commercio Italiana in Minas Gerais, non esitate a contattarci:


+55 (31) 3287-2211 - info@italiabrasil.com.br