.

Empresa: Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de Minas Gerais

Endereço: Rua Piauí, 2019 - Funcionários, Belo Horizonte-MG

Telefone: +55 31 3287-2212

Site: www.italiabrasil.com.br





Entrevista: Carlos Chiari - Gastrônomo e Proprietário do Grupo Chiari


Carlos Chiari já atuou como advogado, fez teatro e cursou Belas Artes, mas foi na gastronomia e com a realização de eventos, atividades que começaram como hobby, que encontrou a felicidade profissional. Conheça essa inspiradora história de sucesso.

Carlos Chiari já atuou como advogado, fez teatro e cursou Belas Artes, mas foi na gastronomia e com a realização de eventos, atividades que começaram como hobby, que encontrou a felicidade profissional. Hoje, é proprietário da Chácara Chiari, um dos mais especiais locais para realização de eventos na região de Belo Horizonte, e através de suas mãos, seu talento e estudos, a arte gastronômica, desenvolvida há séculos pelos europeus, ganha sofisticada releitura. Conheça agora um pouco mais sobre essa história inspiradora. 

Porque escolheu a profissão da gastrônomo?Como foi o ingresso nessa carreira?

Aos 18 anos de idade tinha o sonho de seguir carreira diplomática. Comecei a estudar direito, com este propósito. As circunstâncias políticas da época me fizeram desistir deste projeto. Fiz então o Teatro Universitário na UFMG e Belas Artes na Escola Guignard. Vivendo sozinho e viajando muito, comecei a desenvolver minhas "necessidades" gastronômicas. Trabalhei com José Mayer, então administrador do teatro do Senac, com diretores renomeados como Alcione Araujo, Jose Antonio de Oliveira e Edi Robeiro. Depois de alguns anos, como ator e outros como produtor e ator, percebi que sobreviver de teatro e artes em BH , na década de 70, era algo irreal. Já estava interessado em casar e tinha duas alternativas: mudar para SP, ou casar e ficar em BH, voltando a estudar. Prevaleceu esta segunda hipótese. Casei com a Lilia, já advogada, até hoje minha companheira em todas as decisões. Voltei a estudar e trabalhei por quase 20 anos como advogado, mas era muito infeliz com a minha profissão. O que me salvava nesta infelicidade eram os meus hobbies, que desenvolvia já na chácara, onde morava . Fazia pães, defumados, recebia os amigos todos os finais de semana e fazia festas de calendário : em abril, Una Sera Italiana; em junho Festa Junina; em agosto, aproveitando as sextas-feiras 13, a Noite das Bruxa; Ocktober Fest em outubro e réveillon em dezembro. Outros hobbies eram trabalhos de carpintaria e coleção de madeira velha. Durante quase 30 anos colecionei madeiras de demolição de igreja e fazenda. Quando resolvi transformar os hobbies em atividades produtivas, tinha o know how de organização de festa, que adquiri fazendo-as, passei a utilizar os defumados, os pães e os conhecimentos em gastronomia nos eventos, e com o material de demolição construí o que hoje é a Chácara Chiari.

Como começou o interesse específico pela salumeria e panetteria?

O interesse pelos defumados e pães começou já naquele tempo, quando os fazia por hobby. A especialização em Salumeria Cruda veio mais tarde, inicialmente com tentativas e erros, de forma empírica e autodidaticamente. Mais tarde, através de um contrato de assistência técnica com a UFMG , na pessoa do professor Afonso Liguori, demos o que chamamos de salto tecnológico, com utilização de processos e técnicas apropriadas. A complementação tecnológica veio com a contratação de nossa Responsável Técnica, a professora Lara Bonfim, coordenadora do Curso de Pós Graduação da PUC, em Tecnologia de Carne, após ter formado no mesmo.

Como a descendência italiana influenciou nessas escolhas?

Imagino que a influência italiana nessas atividades tenha alguma origem genética, principalmente na parte da Salumeria. Alguns antepassados de meu avô deveriam fazê-los, até por motivo de sobrevivência. A família dele é da região de San Marino, bem perto de Parma, mas ele já tinha falecido quando eu nasci. Minha avó fazia os pães e pratos italianos, que aprendemos a apreciar desde muito novos. Minha mãe aprendeu a fazê-los muito bem.

Como surgiram a Chácara Chiari, o Buffet Contemporâneo Chiari e o Chiari Prodotti?

Nesses 25 anos de trabalho, construímos a Chácara Chiari, onde são realizados os eventos. Criamos o Buffet Coontemporâneo Chiari que realiza eventos fora da Chácara e a Chiari Prodotti, através da qual comercializamos os produtos da Salumeria, Panetteria e todos os outros que produzimos em todas as áreas do Gruppo Chiari.

Como é a sua ligação atual com a Itália e com o mercado italiano?

Viajamos todos os anos para a Itália, com compromissos já agendados em fábricas de presuntos, salames, queijos, pães, vinhos, cervejas especiais, azeites, aceto balsâmico, enfim, todas as áreas da gastronomia que nos interessam. Procuramos também feiras e mercados em todas as regiões que visitamos. Gostamos de frequentar os locais que os habitantes locais frequentam, vivendo o dia a dia da cidade. 

Existe alguma tradição italiana, ligada ao Natal ou as festas de final de ano, que sua família trouxe da Itália e ainda é mantida?

Durante toda a nossa infância freqüentávamos a casa da vó, que nos recebia com pratos típicos italianos. Não podiam faltar o capeletti, o agnolotti, o passatelli. Na época do Natal toda a família se reunia, em uma farta mesa italiana. Nossa mãe assimilou os costumes e as receitas, continuando a fazê-las por todos os seus anos de vida. Um dos meus pratos preferidos era o recheio da galinha gorda, usado para fazer o caldo do capeletti. Ele era preparado com pão italiano, ovos, queijo, noz-moscada e especiarias 

A ceia de Natal em sua casa é nos moldes italianos? Quais os alimentos que não podem faltar?

A Lilia aprendeu a fazer os pratos italianos com minha mãe e continuamos a fazer nosso Natal bem típico. Não faltam na nossa mesa produtos de nossa Salumeria e Panetteria, e a porchetta romana. Queijos e antepastos também estão presentes. E é claro, o capeletti com o recheio da galinha gorda.

Todos os nossos eventos





Outras Notícias



La Camera di Commercio Italiana di Minas Gerais è un'associazione senza scopo di lucro che dal 1995 svolge la missione di promuovere e rafforzare i legami istituzionali e commerciali tra Italia e Brasile. Nel 1998 è stata riconosciuta dal Governo Italiano e da allora fa parte dell'Associazione delle Camere di Commercio Italiane all'Estero, ASSOCAMERESTERO, che a sua volta fa parte UNIONCAMERE (Unione delle Camere di Commercio in Italia).


Per realizzare la sua missione, la Camera distribuisce le proprie attività su due fronti: la prima a servizio delle imprese e la seconda a livello istituzionale.


Nell’ambito dell´assistenza alle imprese, la Camera agisce come un ponte strategico tra le imprese italiane che già hanno oppure cercano rapporti commerciali in Brasile, e per imprese brasiliane interessate al mercato Italiano, offrendo a queste servizi personalizzati per soddisfare le loro esigenze.


Tra i principali servizi resi, si evidenziano seguenti:
- Ricerca partner commerciale e/o produttivo (joint-venture);
- Elaborazione mailing list di importatori/esportatori, grossisti, distributori o rappresentanti etc;
- Ricerca economica preliminare (analisi della concorrenza, prezzi di mercato, canali di sbocco etc);
- Informazioni sulle tariffe doganali per l´importazione in Brasile e le eventuali barriere;
- Ausilio per finanziamento presso le banche locali;
- Ausilio per identificazione di incentivi finanziari e fiscali per la creazione e costituzione di società in Brasile;
- Elaborazione analisi di fattibilità economica per l’importazinoe in Brasile di impianti italiani;
- Elaborazione ed aggiornamento costante di una Guida su Come Investire in Brasile Step by Step;
- Marketing istituzionale e di opportunità d´affari;
- Assistenza nelle relazioni istituzionali e/o commerciali quale ponte tra il mercato e le istituzioni brasiliane e le imprese/istituzioni italiane interessate al mercato brasiliano;
- Gestione di missioni commerciali;
- Organizzazione di agende d´incontri;
- Realizzazione di seminari tematici;
- Partecipazione a progetti istituzionali ed altri.


Verificate il catalogo dei servizi camerali


A livello istituzionale, la Camera agisce come facilitatore delle relazioni bilaterali tra Italia e Brasile, incoraggiando lo scambio di esperienze tra le istituzioni in diversi settori economici. A tal fine, stabilisce importanti partnership con le istituzioni governative brasiliane e italiane, formando una solida rete di collaborazione. Nel suo network figurano il Governo di Minas Gerais, l'Ambasciata d'Italia in Brasile, il Consolato d'Italia a Belo Horizonte, le Segreterie di Stato per lo Sviluppo Economico, Scienza e Tecnologia ed Agricultura, l’Istituto per lo Sviluppo Integrato di Minas Gerais (INDI), il Centro Tecnologico di Minas Gerais (CETEC), la Banca Regionale (BDMG), tra molti altri.



Per saperne di più sui servizi resi dalla Camera di Commercio Italiana in Minas Gerais, non esitate a contattarci:


+55 (31) 3287-2211 - info@italiabrasil.com.br