.

Empresa: Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de Minas Gerais

Endereço: Rua Piauí, 2019 - Funcionários, Belo Horizonte-MG

Telefone: +55 31 3287-2212

Site: www.italiabrasil.com.br





Indústria moveleira ganha fôlego


Crédito subsidiado do programa habitacional

A inclusão de crédito subsidiado para compra de móveis e eletroeletrônicos no programa habitacional "Minha casa, minha vida", pelo governo federal, promete dar novo fôlego à indústria moveleira de Minas Gerais. Foi com grande satisfação que os representantes de dois polos industriais mineiros do setor receberam a notícia, apesar de apostarem no aumento da demanda, em decorrência do benefício, somente a partir do ano que vem.

A medida deverá ser anunciada oficialmente pela presidente Dilma Rousseff nesta semana, mas já há informações de que serão custeados os gastos com móveis, geladeiras, fogões, televisores e computadores aos mutuários do programa. A princípio, todos os beneficiados receberão um cartão magnético, que será operado pela Caixa Econômica Federal (Caixa) e pelo Banco do Brasil (BB), e com o qual vão poder adquirir o que desejarem da cesta de produtos. O crédito será subsidiado, com taxas de juros fixas de 5% ao ano, e prazo de 60 meses para pagar. Já o limite de contratação será de R$ 3 mil a R$ 5 mil.

"A ajuda virá em boa hora, uma vez que o setor tem perdido bastante espaço ao longo do tempo. Vários segmentos industriais já chegaram a ser beneficiados pelo governo federal de alguma forma e, enfim, chegou a nossa vez", afirma o presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind), Michel Henrique Pires.

O empresário lembrou que a medida foi pleiteada pelo polo no início deste ano e surpreendeu a pronta resposta do governo federal. O governo, por sua vez, divulgou que a ação foi idealizada pela própria presidente. Em entrevista ao DIÁRIO DO COMÉRCIO há alguns meses, o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, informou que recebeu a proposta dos representantes de Ubá e que, ao levá-la à Presidência da República, descobriu que a ideia já tinha surgido em um outro momento e que não foi adotada em função de burocracias junto a Caixa para incluir mais custos no subsídio.

"De qualquer maneira, será de grande valia para o setor. A demanda vai crescer bastante, principalmente para as indústrias que fabricam móveis para as classes C e D", prevê o presidente do Intersind. No entanto, Pires admite que a elevação dos pedidos deverá ocorrer somente em 2014, em função da burocracia para aprovação de novos financiamentos.

"Para esse ano não dá mais tempo. Deveremos fechar o primeiro semestre com queda nas vendas e na melhor das hipóteses, encerraremos 2013 com os negócios nos mesmos patamares dos registrados no ano passado. Para 2014, com a nova medida, o cenário poderá ser diferente", prevê.

Oportunidade - O presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário e Artefatos de Madeira no Estado de Minas Gerais (Sindimov), Carlos Alberto Homem, afirma que a inclusão de móveis e eletrodomésticos no programa está sendo encarada como uma grande oportunidade pelos empresários do setor.

"Da mesma forma como a construção civil teve o apoio e o incentivo do governo federal e viveu um boom nos últimos anos, o setor moveleiro também necessitava de uma atenção. Esperamos que o sucesso seja o mesmo. Vamos ver como vai funcionar, quando sair, efetivamente, do papel", pondera.

 

Fonte: Jornal Diário do Comércio

Todos os nossos eventos





Outras Notícias



La Camera di Commercio Italiana di Minas Gerais è un'associazione senza scopo di lucro che dal 1995 svolge la missione di promuovere e rafforzare i legami istituzionali e commerciali tra Italia e Brasile. Nel 1998 è stata riconosciuta dal Governo Italiano e da allora fa parte dell'Associazione delle Camere di Commercio Italiane all'Estero, ASSOCAMERESTERO, che a sua volta fa parte UNIONCAMERE (Unione delle Camere di Commercio in Italia).


Per realizzare la sua missione, la Camera distribuisce le proprie attività su due fronti: la prima a servizio delle imprese e la seconda a livello istituzionale.


Nell’ambito dell´assistenza alle imprese, la Camera agisce come un ponte strategico tra le imprese italiane che già hanno oppure cercano rapporti commerciali in Brasile, e per imprese brasiliane interessate al mercato Italiano, offrendo a queste servizi personalizzati per soddisfare le loro esigenze.


Tra i principali servizi resi, si evidenziano seguenti:
- Ricerca partner commerciale e/o produttivo (joint-venture);
- Elaborazione mailing list di importatori/esportatori, grossisti, distributori o rappresentanti etc;
- Ricerca economica preliminare (analisi della concorrenza, prezzi di mercato, canali di sbocco etc);
- Informazioni sulle tariffe doganali per l´importazione in Brasile e le eventuali barriere;
- Ausilio per finanziamento presso le banche locali;
- Ausilio per identificazione di incentivi finanziari e fiscali per la creazione e costituzione di società in Brasile;
- Elaborazione analisi di fattibilità economica per l’importazinoe in Brasile di impianti italiani;
- Elaborazione ed aggiornamento costante di una Guida su Come Investire in Brasile Step by Step;
- Marketing istituzionale e di opportunità d´affari;
- Assistenza nelle relazioni istituzionali e/o commerciali quale ponte tra il mercato e le istituzioni brasiliane e le imprese/istituzioni italiane interessate al mercato brasiliano;
- Gestione di missioni commerciali;
- Organizzazione di agende d´incontri;
- Realizzazione di seminari tematici;
- Partecipazione a progetti istituzionali ed altri.


Verificate il catalogo dei servizi camerali


A livello istituzionale, la Camera agisce come facilitatore delle relazioni bilaterali tra Italia e Brasile, incoraggiando lo scambio di esperienze tra le istituzioni in diversi settori economici. A tal fine, stabilisce importanti partnership con le istituzioni governative brasiliane e italiane, formando una solida rete di collaborazione. Nel suo network figurano il Governo di Minas Gerais, l'Ambasciata d'Italia in Brasile, il Consolato d'Italia a Belo Horizonte, le Segreterie di Stato per lo Sviluppo Economico, Scienza e Tecnologia ed Agricultura, l’Istituto per lo Sviluppo Integrato di Minas Gerais (INDI), il Centro Tecnologico di Minas Gerais (CETEC), la Banca Regionale (BDMG), tra molti altri.



Per saperne di più sui servizi resi dalla Camera di Commercio Italiana in Minas Gerais, non esitate a contattarci:


+55 (31) 3287-2211 - info@italiabrasil.com.br