.

Empresa: Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de Minas Gerais

Endereço: Rua Piauí, 2019 - Funcionários, Belo Horizonte-MG

Telefone: +55 31 3287-2212

Site: www.italiabrasil.com.br





Conheça algumas especialidades culinárias da Emília-Romanha


A região é repleta de pratos famosos e iguarias deliciosas de tradição secular

12/07/19

Terra da boa comida, a Emília-Romanha é lar vários pratos famosos. Entre eles o capeletti, o gnocchi, mortadela, diversos tipos de salames e queijos. A capital Bologna e outras cidades da região já são consagradas na qualidade de seus produtos e receitas tradicionais, atraindo pessoas de toda parte para experimentar suas preciosidades culinárias. A gastronomia emiliano-romanhola é uma importante componente da culinária italiana e para quem visita a região é uma obrigatoriedade e uma forma de conhecer melhor os lugares visitados.

Selecionamos, então, alguns pratos típicos da Emília-Romanha que merecem ser experimentados!

1.      Mortadella

A maior representante da culinária bolonhesa e emiliano-romanhola! Muito popular no Brasil e conhecida no mundo inteiro, em especial nos locais de grande imigração italiana, a mortadela é um símbolo da Emília-Romanha. Sua história começa no tempo dos romanos antigos com a criação de porcos, introduzidas pelos celtas por volta de 400 a.C. Porém até o século XIX, com o salto tecnológico da revolução industrial, o produto era um item de luxo.

O processo de cozimento, que confere à ela seu aroma característico, é extremamente delicado e deve ser seguido à risca. A mortadela tem o típico formato cilíndrico e coloração rosada permeada por blocos brancos de gordura. Tanto a carne quanto a gordura selecionadas para a produção devem ser da melhor qualidade. O produto final é perfumado, com um aroma característico e extremamente saboroso. A mortadela é um produto IGP (indicação geográfica protegida) e tanto seus ingredientes quanto sua produção seguem um rigoroso conjunto de regras. Bologna é o melhor lugar para experimentar a verdadeira mortadela.

2.      Aceto Balsamico

Outra estrela da culinária da Emília-Romanha, é o aceto balsâmico, e em especial aquele de Modena e da Reggio Emilia, que de tão valioso era usado com parte do dote de casamento de mulheres nobres no passado e considerado também uma Panacea, um elixir mitológico que cura todos os males e doenças. A iguaria era muito apreciada por nobres de toda Europa durante o renascimento e hoje é adorada em todo o mundo.

O aceto balsâmico surgiu por um conjunto de eventos históricos e características específicas do território do Ducato Estense, hoje províncias de Modena e Reggio Emilia, tradicionalmente prolífico viticultor e suas origens remontam há muitos séculos. Os primeiros registros de sua existência são da Idade Média, de quando Henrique III do Sacro Império Romano-Germânico visitou Roma e pediu para ser homenageado com o “aceto” do qual ouvira falar ser perfeito.

O Aceto Balsâmico de Modena e da Reggio Emilia são produtos de origem protegida, ou DOP.

3.      Formaggio di Fossa

Fruto de uma situação adversa vivida pelos habitantes dos montes ao redor do Apenino romanholo-marquesão (l’Appennino romagnolo-marchigiano), o Formaggio di Fossa nasce da necessidade de sobrevivência.

No final do verão era frequente que bandos de ladrões os atacassem para roubar alimentos para o inverno. Cansados da situação, os camponeses começaram a esconder suas provisões em buracos naturais e artificiais no solo e nas rochas. Foi assim que eles perceberam que o queijo, após três meses armazenados, adquiria um sabor novo.

Nas fossas os queijos adquiriam o sabor de madeira, tartufo e o aroma do ambiente que os cercavam.

As nuances dessa iguaria vão do doce ao picante dependendo dos lugares onde foram armazenados e do leite usado em sua produção (puramente de cabra ou misto de vaca ou cabra). O Formaggio di Fossa é também um queijo bastante gorduroso e calórico.

O Formaggio di Fossa é um produto DOP.

4.      Salamina da sugo

A lenda atribui a Lucrezia Borgia, Duchesa d’Este e filha do infame Rodrigo Borgia, a popularização da Salamina da sugo, quando Ferrara, em meados de 1500, se torna um importante centro da vida da renascença.

Tradicionalmente, ela é servida quente. Após passar por um cozimento, corta-se a parte de cima e retira-se o recheio com uma colher. O acompanhamento é normalmente purê de batata.

A Salamina hoje é um produto IGP e sua produção é rigorosamente regulamentada pela sua forma tradicional de produção, existente a séculos. Na província de Ferrara a salama é produzida nas seguintes cidades: Buonacompra, Madonna Boschi, Poggio Renatico, Vigarano Mainarda e Portomaggiore.

 

Todos os nossos eventos





Outras Notícias



La Camera di Commercio Italiana di Minas Gerais è un'associazione senza scopo di lucro che dal 1995 svolge la missione di promuovere e rafforzare i legami istituzionali e commerciali tra Italia e Brasile. Nel 1998 è stata riconosciuta dal Governo Italiano e da allora fa parte dell'Associazione delle Camere di Commercio Italiane all'Estero, ASSOCAMERESTERO, che a sua volta fa parte UNIONCAMERE (Unione delle Camere di Commercio in Italia).


Per realizzare la sua missione, la Camera distribuisce le proprie attività su due fronti: la prima a servizio delle imprese e la seconda a livello istituzionale.


Nell’ambito dell´assistenza alle imprese, la Camera agisce come un ponte strategico tra le imprese italiane che già hanno oppure cercano rapporti commerciali in Brasile, e per imprese brasiliane interessate al mercato Italiano, offrendo a queste servizi personalizzati per soddisfare le loro esigenze.


Tra i principali servizi resi, si evidenziano seguenti:
- Ricerca partner commerciale e/o produttivo (joint-venture);
- Elaborazione mailing list di importatori/esportatori, grossisti, distributori o rappresentanti etc;
- Ricerca economica preliminare (analisi della concorrenza, prezzi di mercato, canali di sbocco etc);
- Informazioni sulle tariffe doganali per l´importazione in Brasile e le eventuali barriere;
- Ausilio per finanziamento presso le banche locali;
- Ausilio per identificazione di incentivi finanziari e fiscali per la creazione e costituzione di società in Brasile;
- Elaborazione analisi di fattibilità economica per l’importazinoe in Brasile di impianti italiani;
- Elaborazione ed aggiornamento costante di una Guida su Come Investire in Brasile Step by Step;
- Marketing istituzionale e di opportunità d´affari;
- Assistenza nelle relazioni istituzionali e/o commerciali quale ponte tra il mercato e le istituzioni brasiliane e le imprese/istituzioni italiane interessate al mercato brasiliano;
- Gestione di missioni commerciali;
- Organizzazione di agende d´incontri;
- Realizzazione di seminari tematici;
- Partecipazione a progetti istituzionali ed altri.


Verificate il catalogo dei servizi camerali


A livello istituzionale, la Camera agisce come facilitatore delle relazioni bilaterali tra Italia e Brasile, incoraggiando lo scambio di esperienze tra le istituzioni in diversi settori economici. A tal fine, stabilisce importanti partnership con le istituzioni governative brasiliane e italiane, formando una solida rete di collaborazione. Nel suo network figurano il Governo di Minas Gerais, l'Ambasciata d'Italia in Brasile, il Consolato d'Italia a Belo Horizonte, le Segreterie di Stato per lo Sviluppo Economico, Scienza e Tecnologia ed Agricultura, l’Istituto per lo Sviluppo Integrato di Minas Gerais (INDI), il Centro Tecnologico di Minas Gerais (CETEC), la Banca Regionale (BDMG), tra molti altri.



Per saperne di più sui servizi resi dalla Camera di Commercio Italiana in Minas Gerais, non esitate a contattarci:


+55 (31) 3287-2211 - info@italiabrasil.com.br